05/05/2021

PRF: comunicado divulgado

O Cebraspe, organizador do concurso da Polícia Rodoviária Federal, divulgou, em seu site, um documento comunicando a suspensão das provas previstas para o próximo domingo, 9 de maio. Entretanto, a empresa não ainda não descartou a possibilidade dos exames ocorrem como previsto.
 
Segundo a publicação, a PRF, por meio da Advocacia-Geral da União, está tomando as medidas cabíveis para que o concurso aconteça no dia 9 de maio. Confira o documento completo aqui.

 

Entenda a suspensão:
Uma liminar expedida pela 20ª Vara Federal Cível, emitida na noite desta segunda-feira (3/04), suspendeu a aplicação das provas do concurso da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que estavam previstas para o próximo domingo (9/05). A decisão foi dada devido à uma ação popular que solicitava o adiamento dos exames. Ainda cabe recurso da decisão.
 
Segundo o documento, “a presumida legalidade do adiamento já realizado em decorrência da pandemia de COVID-19 pressupõe que realização das provas demandaria substancial melhora no quadro de saúde pública, uma vez que, inexistente a mencionada melhora, persistiriam os mesmos motivos que implicaram o primeiro adiamento.”
 
O documento ainda continua:
“Assim, o que se verifica é que, de acordo com os dados oficiais, não houve melhora significativa na situação da saúde pública de modo a justificar que uma prova adiada em 12 de março de 2021 seja aplicada em 9 de maio de 2021.”
 
Vale lembrar que, no último dia 30 de abril, foi divulgado o edital de convocação para a realização nos exames. De acordo com ele, os candidatos deveriam acessar o site do Cebraspe a partir do dia 4 de maio, para saber o seu local de prova.

 

Sobre o concurso:
A seleção, que oferece 1.500 vagas para policial rodoviário federal.

 

 

 

Requisitos e remuneração:
O cargo de policial rodoviário federal exige nível superior em qualquer área de formação e carteira nacional de habilitação ou permissão para dirigir na categoria “B” ou superior. A remuneração inicial do cargo é de R$9.899,88, para jornada de trabalho de 40h semanais.

 

Etapas do concurso:
A seleção terá duas etapas. A primeira etapa será composta por:
- Provas objetiva e discursiva;
- Exame de aptidão física;
- Avaliação psicológica, composta de teste psicotécnico;
- Apresentação de documentos;
- Avaliação de saúde, composta por exames clínicos, laboratoriais e avaliação de junta médica;
- Avaliação biopsicossocial para os candidatos que se inscreveram na condição de pessoa com deficiência;
- Avaliação de títulos; e
- Procedimento de heteroidentificação para os candidatos que se autodeclararem negros.
 
A segunda etapa será o curso de formação policial (CFP) e contemplará a realização das seguintes avaliações:
- Provas teóricas e práticas;
- Testes de aptidão física;
- Avaliação psicológica continuada; e
- Avaliação de saúde continuada.
 
A investigação social se estenderá durante todo o concurso.

 

Das provas:
A prova objetiva será composta por 120 questões, de certo/errado, distribuídas por três blocos de conhecimentos. Já a prova discursiva será composta por uma redação de texto dissertativo, de até 30 linhas, a respeito de temas relacionados aos objetos de avaliação.

 

 

Os blocos abordam as seguintes matérias:
Bloco I
- Língua Portuguesa
- Raciocínio Lógico Matemático
- Informática
- Física
- Ética e cidadania
- Geopolítica
- Língua Estrangeira (Inglês/Espanhol)
 
Bloco II
- Legislação de trânsito
 
Neste bloco será cobrado conhecimento do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e suas alterações, inclusive a Lei 14.071/2020.
 
Bloco III
- Direito Administrativo
- Direito Constitucional
- Direito Penal
- Direito Processual Penal
- Legislação Especial
- Direitos Humanos
 
Confira o edital e a retificação.

 

Livros indicados: