TJ-RJ define organizadora | Editora Ferreira

TJ-RJ define organizadora

Publicado: 09/01/2020

O Cebraspe foi a empresa escolhida para organizar o próximo concurso da Corte.




Uma ótima notícia para os concurseiros que estão aguardando o próximo concurso do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Nesta quinta-feira, 9 de janeiro, a Corte publicou o extrato de dispensa de licitação, no qual escolhe o Cebraspe como organizador da seleção. Confira.

 

 

Autorizado deste de novembro de 2019, o regulamento prevê a oferta de 15 vagas de níveis médio e superior, sendo:

  • Técnico de Atividade Judiciária, sem especialidade;
  • Analista Judiciário, sem especialidade;
  • Analista Judiciário especialidade Contador;
  • Analista Judiciário especialidade Execução de Mandados;
  • Analista Judiciário especialidade Psicólogo;
  • Analista Judiciário especialidade Assistente Social;
  • Analista Judiciário especialidade Comissário de Justiça da Infância, da Juventude e do Idoso;
  • Analista Judiciário especialidade Médico;
  • Analista Judiciário especialidade Médico Psiquiatra;
  • Analista Judiciário especialidade Analista de Negócios;
  • Analista Judiciário especialidade Analista de Infraestrutura;
  • Analista Judiciário especialidade Analista de Projetos;
  • Analista Judiciário especialidade Analista de Segurança da Informação;
  • Analista Judiciário especialidade Analista de Sistemas; e
  • Analista Judiciário especialidade Analista de Gestão de TIC.


    Regulamento:

    O documento prevê que a seleção poderá ser composta por até cinco etapas, que são:

    • Prova objetiva de conhecimentos técnicos, de natureza eliminatória e classificatória;
    • Prova discursiva, de natureza classificatória e eliminatória;
    • Exame de títulos, para cargos de nível superior, de natureza classificatória;
    • Comprovação de sanidade física e mental, de natureza eliminatória; e
    • Comprovação dos requisitos à investidura no cargo, de natureza eliminatória.

     

    As etapas em destaque são obrigatórias. As outras, caberá ao Tribunal a decisão de incluir nos editais.

     

    Requisitos:

    • Técnico de Atividade Judiciária: ensino Médio ou curso técnico equivalente.
    • Analista Judiciário: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior na área competente, reconhecido pelo MEC e registro no Conselho Regional de profissionais da área pertinente.

     

    Último concurso:

    Ocorreu em 2014 e contou com a organização da FGV. À época, foram oferecidas 208 vagas, distribuídas entre 5 editais.

     

    Confira o regulamento.

    Últimos editais: técnicoanalista/execução de mantadosanalista/comissário de justiçaanalista/psicólogoanalista/assistente social.

     

    Livros indicados:

    As armadilhas da Língua Portuguesa

    Constituição Federal Anotada para Concursos

    Gramática Básica para Concursos

    Lei 8.666/93 Esquematizada

    Português Descomplicado

    Voltar